quarta-feira, 12 de junho de 2013

A fonte


Você é; minha dose pequena,
Mas de grande conteúdo...
Pois é a dona de tudo,
No latifúndio das minhas cenas...

Você é; a agulha e a linha,
Que comigo caminha,
Pelas dobras do pano da vida...
Transformando partidas em chegadas,
E deixando verde a minha estrada,
Com margens sempre floridas...

Você é; a semente do meu solo,
E eu sou criança de colo,
Pra ter sempre o seu ninar...
Pois você me deu novo horizonte,
E foi a água de sua fonte,
Quem me fez de novo sonhar.


Alque
Homenagem a poetisa Cris Menezes

JANELA DE NÓS DOIS


Te vi assim, a procurar suponho
Revirando meu sonho
A procurar por mim
 
E eu assim, a procurar por ti
Até me consumir
Sem perceber de mim
 
Te vi assim, a enganar o tempo
A me chamar no vento
A esperar por mim
 
E eu aqui, a caminhar comigo
A tropeçar contigo     
A esperar por ti
 
Te vejo em todos os lugares
Na noite pelos bares
Na toada do cantor
 
Te vejo passar na tempestade
Nos anúncios da cidade
No espelho da vitrine
 
Te vejo em mim, na roupa mais bonita
Quando a sorte me visita
Numa noite de luar
 
Te vejo enfim, um leve pensamento
Uma silhueta em movimento
Um perfume a vagar no abstrato
 
E eu na janela respirando a rua
Janela que é tão minha quanto tua
Pois que tanta companhia já me fez
 
De tanto procurar não sei de mim
À espera de ti fiquei assim
A procurar por ti, a procurar por mim!!
 
Orestes Albuquerque

sábado, 1 de junho de 2013

Saudade dura

A saudade faz morada
No batente do meu peito
Coração fica estreito
Quando ele vai embora
Bate do lado de fora
Não se cabe de anseios
Extraviado sem freios
Como sido abalroado
Faria qualquer pecado
Pra dormir sobre seu peito
Enroscar daquele jeito
Repousar no seu cansaço
Adormecer no seu braço
Dar o dedo pra saudade
Misturar nossa vontade
Reunir nossos desejos
Dormir coberta de beijos
Possuída, sufocada
Sem me dar conta de nada
Apagada a minha chama
Dividindo a minha cama
Com minha outra metade
Razão da minha vontade
Metade da minha vida
Meu sonho minha guarida
Minha alma prometida

Sem ti sou pedra perdida!!!

Orestes  Albuquerque